HELIL se posiciona contra o G8, na briga pela presidência da Câmara

0 0

EDITORIAL

É muito perigoso para a democracia quando os poderes começam a interferir um no outro. Enquanto em Brasília o Supremo Tribunal Federal decide que o Judiciário não pode interferir no Legislativo; aqui no estado do Rio a presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Leila Mariano, determinou a suspensão da sessão que escolheria o novo presidente da Câmara dos Vereadores de Itaboraí, atendendo ação proposta pelo prefeito Helil, através da Procuradoria Municipal.

O prefeito Helil Cardoso saiu dos bastidores e partiu para a briga com os vereadores do chamado G8, grupo dos 8, composto por Alzenir Santana, Souza de Manilha, Sandro da Construforte, Rosana Rosa, Clemilson Mixaria, Zé Manel e Welligton.

Quem ganha com essa briga pela presidência da Câmara dos Vereadores?

A atual mesa diretora, que tem o vereador Marcos Araújo como presidente, e o vereador Deoclécio Machado, como líder do governo. Além do prefeito Helil.

E quem perde com essa briga jurídica e institucional?

(Advinhem…)

O povo. Que além de assistir uma briga por poder, vai sofrer com a paralisação de projetos para a saúde, a educação e a infra estrutura.

Leave A Reply

Your email address will not be published.