Brasil: O primeiro ministro britânico, David Cameron, desloca-se diariamente de metrô, enquanto isso no Brasil…

0 0
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O primeiro ministro britânico, David Cameron, desloca-se diariamente de metrô para o trabalho e, neste dia, não encontrou sequer lugar sentado.

Enquanto isso no Brasil, os impostos são uma das cargas tributárias mais altas do mundo, a saúde é um caos, a educação é deficiente em seus métodos de ensino, a impunidade reina em todos os sistemas sociais do país e os políticos usam os recursos financeiros e materiais adquiridos com essas gigantescas taxas de impostos, que são pagos diariamente por todos os cidadãos brasileiros para seus benefícios pessoais.

Em um momento marcado na história do Brasil, onde a maior revolta popular do país explode motivada por todos os problemas vividos pelos brasileiros, o Governador Sergio Cabral é flagrado usando o helicóptero do Governo do Estado do Rio de Janeiro, onde são pagos combustível, salário do piloto e horas extras, manutenção da aeronave para o seu divertimento e também o de sua família.

Enquanto isso no Reino Unido, quando é preciso tratar alguma doença, estrangeiros, imigrantes ilegais, ricos e pobres buscam o mesmo serviço. Criado há 63 anos, o National Health System (NHS), nome oficial do sistema de saúde

Foto: Arquivo
Cabral vestido para a diversão chegando de helicóptero em Mangaratiba

britânico, inspirador da criação do Sistema Único de Saúde no Brasil, é um modelo universal, gratuito e, acima de tudo, eficaz. Já no Brasil, pessoas morrem nas filas dos hospitais, gestantes dão à luz dentro de carros de passeios por causa da demora na busca de uma maternidade com vagas, médicos esquecem utensílios cirúrgicos dentro dos pacientes, faltam recursos e estrutura para os médicos desenvolverem suas funções.

Em relação ao transporte público, Londres é um modelo de sucesso. Após uma profunda análise e vários estudos aprofundados, surgiu a necessidade da cobrança de pedágio dos carros que trafegam na região central, e que teve início em 2003. Mesmo a capital possuindo vastas opções de transportes públicos eficientes, com ônibus, trens, e mais de 400 quilômetros de linhas de metrô rápidos, extremamente confortáveis e integrados em suas rotas, a preferência pelo uso dos carros de passeio tornou-se perigosa para a fluidez do trânsito. Com isso foram feitos investimentos em campanhas para estimular o uso do transporte coletivo, mas que não surtiram o efeito desejado, Londres então reformulou as estratégias e aplicou os seguintes planos:

· Investiu mais de 110,5 milhões de libras da receita na melhoria dos transportes públicos.

· Estipulou para 8 libras (cerca de 30 reais) por dia a taxa para os motoristas que desejavam utilizar o espaço público do centro expandido da cidade (de 45 quilômetros quadrados), entre 7h e 18h.

· Com o intuito de garantir o cumprimento das regras, criou um plano de monitoramento constante instalando câmeras nas principais entradas em direção ao centro expandido. Elas controlam os veículos pelas placas e a precisão é de 90%.

· Tabelou o pagamento das taxas entre os usuários. Os moradores da área pedagiada por exemplo, têm direito a um desconto de 90% do valor. O sistema ainda facilita os mecanismos de pagamento, o pedágio urbano londrino pode ser pago por SMS, telefone, correio, internet, em lojas credenciadas e máquinas de auto-atendimento.

· Em 2008, uma nova regra: veículos poluidores acima de 12 toneladas terão de pagar 200 libras diárias (o equivalente a 690 reais) para trafegar na região metropolitana.

Os resultados das alcançados:

Foto: Arquivo
Foto: Arquivo

· Redução de 21% do fluxo de automóveis e aumento de 43% o número de bicicletas.

· Os ônibus passaram a andar mais rápido.

· centro livrou-se de uma frota de cerca de 53.000 veículos diários.

· Entre cada dez engarrafamentos, três sumiram do mapa.

· Houve diminuição de quase 20% nos níveis de gás carbônico.

· Cerca de 47 acidentes diários são evitados. Além disso, os feridos em acidentes sofreram redução de 8%.

· número de taxis cresceu em 20% e a oferta de ônibus em igual proporção.

· uso de motos e bicicletas aumentou 30% cada.

· tempo das viagens diminuiu, em média, 17% e a velocidade média subiu de 14,3 para 16,7 quilômetros por hora.

· Londres ganhou o direito de sediar os Jogos Olímpicos de 2012, com elogios ao projeto para o trânsito.

· As medidas ajudaram a reeleger o prefeito Ken Livingstone, em 2004.

 

Enquanto isso no Brasil…

Foto: Redação
Foto: Redação

· A taxa cobrada pelas concessionárias nas vias federais e estaduais não garantem a melhoria de todos os trechos pedagiados, e não existe uma diferenciação de valores entre os moradores das áreas com pedágio.

· A qualidade do transporte público é extramente deficiente, e os problemas vão desde as condições mecânicas, carros sucateados e a pequena quantidade de veículos coletivos que não conseguem atender toda a demanda da população.

· Ônibus lotados nos horários de pico.

· Não existe um sistema integrado entre as regiões que garantam o atendimento do transporte público entre as cidades e que reduzam o número de veículos coletivos usados em um dia de jornada entre os usuários.

· Os valores altos cobrados entre as empresas de transporte público não garantem a qualidade dos serviços.

· Insatisfação da classe trabalhadora responsável pela condução dos coletivos (dupla função – motorista e cobrador) e salários baixos.

· A falta de planos de tráfegos mais eficientes que desafoguem os engarrafamentos.

· Falta de estímulos e de investimentos do governo para a melhoria da malha dos transportes públicos…

Já no Rio de Janeiro! Enquanto isso…

Governador do Rio mantém sete aeronaves e usa modelo de luxo para se deslocar para o trabalho e viajar com família e empregados nos fins de semana…

Foto: Jornal O Globo
Foto: Jornal O Globo

“Não sou o primeiro a fazer isso no Brasil, outros fazem também, e faço de acordo com o cargo que ocupo. Não estou fazendo nenhuma ‘estripulia’, não é nenhuma novidade”, disse Sergio Cabral”

 

Por: Redação CN

 

CNimoveis Os melhores imóveis da Região, CONFIRA!

 

Leave A Reply

Your email address will not be published.