Brasil – Criança Desaparecida: João Rafael Kovalski de apenas 2 anos é mais uma das 200 Mil pessoas desaparecidas no País

1 6

joaorafaelnatal Conleste Notícias nas Redes Sociais::

Clique Aqui e Curta o CN no facebook!

Clique Aqui e Siga o CN no Twitter!

O “Movimento Nacional de Direitos Humanos” divulgou recentemente um número alarmante sobre pessoas desaparecidas no Brasil. Segundo a instituição cerca de 200 mil pessoas desaparecem anualmente no país. O estudo que teve início em 1999 foi uma ação que teve o apoio do Ministério da Justiça. Os dados desse estudo resultaram na criação de um livro chamado “CADÊVOCÊ?” destinado a Órgãos Governamentais, Setor privado e ONGs.

De acordo com o estudo, São Paulo, que é o Estado mais populoso do país, está em primeiro lugar em casos de desaparecidos e em segundo está o Rio Janeiro no ranking nacional. A publicação “Cadê Você?” aborda além de estatísticas temas desesperadores para as famílias que enfrentam o drama de terem um parente desaparecido – a falta de delegacias especializadas e de um sistema nacional de busca que faça com que os parentes das vítimas não tenham que buscar soluções por conta própria também é uma das abordagens.

Dentre as deficiências encontradas estão a falta de informatização e de políticas públicas para a estruturação de mecanismos de comunicação entre os órgãos de segurança pública estaduais que são impossibilitados de investigar com eficiência o número real de desaparecidos no país e de ainda identificar as causas que os provocaram.

Um dos casos de maior mobilização nacional que mostra bem essa realidade de falta de estrutura para solucionar esses desaparecimentos é a história de João Rafael Kovalski de apenas 2 anos, morador do Paraná que está desaparecido desde agosto desse ano. Até agora não há informações que levem ao paradeiro de João. Relembre o Caso.

O caso do menino João Rafael resultou em uma mobilização de mais de cem mil pessoas em uma comunidade no facebook e várias manifestações pelo Brasil. Procurados por nossa redação, a assessoria da Ministra Maria do Rosário que está à frente da Secretaria de Direitos Humanos não se pronunciou à cerca desse caso. Sem condições financeiras para a contratação de um escritório de investigação particular, a família de João tem contado com a colaboração de parentes, amigos e desconhecidos que estão realizando manifestações em diversas cidades do Brasil e a divulgação constante na página mantida no facebook.

Além dos pedidos dos moderadores da comunidade “Todos Juntos Por João Rafael Kovalski” para a divulgação do caso entre os usuários do facebook, estão também o pedido de ideias de modelos de peças publicitárias impressas (panfletos, cartazes ou prospectos) para a organização das manifestações e divulgação dessa causa. A ideia é que voluntários em todo o país organizem protestos em seus Estados, cobrando agilidade das autoridades nas investigações e soluções para esse e os demais casos que caem no esquecimento.

E foi com o sentimento de querer “FAZER A NOSSA PARTE”  que estamos disponibilizando nessa matéria dois modelos de panfletos para download, para que os apoiadores da causa do João Rafael possam produzir e divulgar em suas Cidades a história dessa criança.

Faça a sua parte! Colabore! Pense! Reflita! E se fosse um(a) filho(a) seu?

Seguem os arquivos para download dos modelos de panfletos.

joaorafaelnatal

Modelo de panfleto para o Natal – Clique e baixe aqui!

joaorafaeldown

Modelo de panfleto – Você viu esta criança? – Clique e baixe aqui!

Nota: Os arquivos estão em PDF e podem ser editados em quaisquer empresas de produção gráfica, sendo possível a exportação para quaisquer programas de vetor (Corel, ID, AI, etc).

 

Por: Redação CN

1 Comment
  1. suelem says

    maria do rosario ,quando é pra uma causa justa nao se manifesta,mas pra chorar por um criminoso q fez um atentado a um cidadao de bem,ela vai pra imprensa chorar. q vergonha pra nós!!!!

Leave A Reply

Your email address will not be published.