Itaboraí: Cidade inicia campanha de prevenção contra a Aids

0 1

Ação de prevenção à Aids - Foto Edmilson Domingos

Conleste Notícias nas Redes Sociais::

Clique Aqui e Curta o CN no facebook!

Clique Aqui e Siga o CN no Twitter!

A Prefeitura de Itaboraí antecipou para esta quarta-feira (27/11) o início da campanha de prevenção contra a Aids no Município, embora o Dia Mundial de Combate à doença seja em 1º de dezembro. Uma série de palestras começou para jovens de 13 a 25 anos de idade, do ensino médio da Escola Estadual Hilka de Araújo Peçanha, na Vila Nova de Itambi. Já nesta quinta-feira (28/11), a população em geral começa a receber informações sobre as doenças sexualmente transmissíveis. Números recentes apontam que o mundo comemorou a queda de novos casos da Aids, mas no Estado do Rio, no lugar da festa, alerta. A incidência da doença cresceu e avançou.

“Começamos com 90 alunos do ensino médio desta escola de Itambi. Técnicos da Secretaria Municipal de Saúde fizeram palestras, e também distribuímos cartazes com o slogan ‘Sem camisinha, deixe ele só babando’, panfletos e uma cartilha com todas as informações sobre as doenças transmitidas pelo sexo”, disse Henrique Souza, coordenador de Juventude da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social.

Mais palestras serão levadas para todas as escolas municipais e estaduais em Itaboraí, e seus diretores poderão agendar os eventos entrando em contato com a Secretaria de Desenvolvimento Social, na Rua João Caetano, 94, Centro. As palestras são ministradas por técnicos da Secretaria Municipal de Saúde, que estarão nesta quinta-feira (28/11), a partir das 9h, orientando a população sobre prevenção contra as doenças sexualmente transmissíveis. A ação será na Praça Alarico Antunes, no Centro, numa grande tenda montada para o evento.

Números

Em setembro, o mundo comemorou a queda de 33% nos novos casos da Aids, entre 2001 e 2012, em relatório da ONU. No Estado do Rio de Janeiro, no lugar de festa, acendeu a luz vermelha, já que no mesmo período, a incidência da doença cresceu e avançou, especialmente, entre jovens e gestantes.

Segundo o Boletim Epidemiológico DST/Aids e Hepatites Virais. da Secretaria Estadual de Saúde, foi registrado aumento de 100% na infecção pelo HIV entre adolescentes de 13 e 19 anos e de 47% entre rapazes de 20 a 24. Segundo o relatório, em 2000, foram 36 mulheres infectadas, contra 70 em 2011. Entre os homens, a taxa subiu de 169 para 249. Já entre gestantes, houve crescimento de 30% desde 2005.

Relatório do Ministério da Saúde aponta que a taxa de incidência de Aids no Brasil tem se mantido nos mesmos índices nos últimos anos. Os dados apontam que a taxa de incidência da doença no País, em 2011, foi de 20,2 por 100.000 habitantes. Nesse ano, foram registrados 38,8 mil casos novos da doença. O maior número de casos está concentrado nos grandes centros urbanos.

O Sudeste apresentou redução na taxa de incidência de 27,5, em 2002, para 21, em 2011, as regiões Sul, Norte e Nordeste registraram tendência de aumento de casos.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social – Prefeitura de Itaboraí

Leave A Reply

Your email address will not be published.