Niterói: Cidade ganha reforço de 380 policiais

0 1

Anúncio foi feito pelo secretário de segurança José Mariano Beltrame em encontro com prefeito Rodrigo Neves

policiais380

Conleste Notícias nas Redes Sociais::

Clique Aqui e Curta o CN no facebook!

Clique Aqui e Siga o CN no Twitter!

Niterói vai ganhar em dezembro o reforço de até 380 policiais militares e civis. Cerca de 60 PMs vão ocupar, já a partir da primeira semana do mês que vem, os morros do Estado, no Centro, e do Palácio, no Ingá. Outros 160 PMs recém-formados vão patrulhar a pé as ruas do centro da cidade (80 em cada turno). E, no dia 20, será inaugurada a nova sede da Delegacia de Homicídios, que receberá mais 160 policiais civis, sendo dez delegados.

Essas medidas foram anunciadas na tarde desta terça-feira (19/11) pelo prefeito da cidade, Rodrigo Neves, o secretário estadual de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, a chefe da Polícia Civil, delegada Martha Rocha, e o chefe do Estado Maior Operacional da Polícia Militar, coronel Paulo Henrique de Moraes.

As autoridades informaram ainda que, em janeiro, cerca de 60 PMs vão reforçar o policiamento na região de Pendotiba. Em março, outros 60 policiais militares vão ocupar a região do Fonseca, na Zona Norte.

O prefeito Rodrigo Neves afirmou que o momento é histórico e que as medidas serão decisivas para ajudar a reduzir os índices de criminalidade no município.

“Essa reunião é histórica. Desde que perdeu a condição de capital do antigo Estado do Rio, Niterói observou ao longo de décadas um processo de esvaziamento muito grande na área de segurança, principalmente na integração das forças de segurança com a prefeitura.

Era necessário superar aquela fase onde a prefeitura não atuava e jogava a responsabilidade dos problemas da segurança para o governador e o secretário de segurança. Nós tivemos um primeiro semestre ruim nos índices de criminalidade. No segundo semestre, melhorou um pouco, mas os índices ainda não estão bons. Essas medidas serão decisivas para termos ainda um segundo semestre e, sobretudo o ano de 2014, melhores e devolver a tranquilidade para a população de Niterói. A Prefeitura não irá mais se omitir. Nos anos recentes, vivemos uma situação de descaso e omissão e nós vamos ter sempre iniciativa e atitude. Errar por descaso e omissão com os cidadãos virou uma página virada na história da cidade. A Prefeitura apoia total apoio à essas ações. Confiamos plenamente nesta estratégia. Política de segurança precisa ser feita com planejamento, sem populismo e demagogia, para ter realmente um resultado consistente”, declarou.

O secretário José Mariano Beltrame afirmou que o planejamento para a segurança em Niterói se baseou em um estudo técnico feito pelo Estado Maior Operacional da PM, com participação da Polícia Civil e o 12º Batalhão.

“Temos a leitura dos problemas que Niterói enfrenta, assim como do Estado. Historicamente, a questão da segurança pública deixou algumas mazelas importantes que não nos permite avançar de maneira homogênea em todos os lugares ao mesmo tempo. Então, temos que fazer de maneira racional, lógica, técnica e estudada, sem pirotecnia. Talvez não seja ainda uma situação que uma cidade como

Niterói mereça, mas é algo que se pode efetivamente fazer, porque se tem efetivo, se tem como fiscalizar”, disse.

Os PMs que vão ocupar os morros do Palácio e do Estado vão integrar a 2ª Companhia Destacada da corporação na cidade, que já conta com 110 policiais. O prefeito informou que vai reformar prédios da administração municipal localizados nestas duas comunidades para que os PMs fiquem baseados.

Em janeiro, 60 PMs vão se juntar aos 90 que integram a 6ª Companhia Destacada da PM, na região de Pendotiba. E em março, outro 60 vão reforçar a 3ª Companhia Destacada da corporação, no Fonseca, que já conta com 90 PMs.

A Delegacia de Homicídios passará a funcionar a partir do dia 20 de dezembro em um prédio que pertencia à Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgoto) no bairro de São Lourenço. A Prefeitura também vai reformar o imóvel para que ele receba os policiais. A nova unidade atenderá, além de Niterói, os municípios de São Gonçalo e Itaboraí.
Segundo a delegada Martha Rocha, atualmente a Delegacia de Homicídios conta com 34 policiais. Ela disse que a unidade funcionará nos moldes da delegacia do Rio que, de acordo com ela, tem apresentado êxito nos resultados.

A unidade funcionará provisoriamente neste prédio até que uma moderna sede, que será construída em um terreno, no bairro do Barreto, fique pronta, o que deverá acontecer em oito meses.

“Na medida que 150 policiais civis vão vir para Niterói, isso vai desonerar as demais delegacias de apurarem homicídios. Desta forma, essas unidades poderão partir para outros tipos de investigação”, disse o secretário Beltrame.

Ocupação social

Rodrigo Neves informou que, além de serem ocupados pela PM, os morros do Estado e do Palácio vão receber projetos sociais, que já estão sendo estruturados há três meses pela prefeitura.

“Entendemos que essas duas comunidades tenham uma ocupação social fortíssima, focada na juventude, com alternativas de esporte, formação técnica e cultura para que as localidades tenham direito à cidade e os jovens e cidadãos, que são reféns do medo hoje, possam ter novas perspectivas”, explicou.

O prefeito afirmou ainda que Niterói se tornou cidade pólo na formação de policiais militares. Segundo Rodrigo Neves, a administração municipal reformou o 12º batalhão para que a unidade passasse a receber turma de formandos da corporação. A PM conta hoje com sete companhias pedagógicas em todo o Estado que estão formando policiais.

Fotos: Luciana Carneiro

Fonte: Prefeitura de Niterói – Assessoria de Imprensa

Leave A Reply

Your email address will not be published.