Niterói: Prédio conhecido como “Esqueleto da Riodades” é implodido em cinco segundos

0 0

implode1

Conleste Notícias nas Redes Sociais::

Clique Aqui e Curta o CN no facebook!

Clique Aqui e Siga o CN no Twitter!

Um dos símbolos do descaso de décadas com a população de Niterói, o prédio conhecido como “Esqueleto da Riodades”, no Fonseca, na zona norte da cidade, foi implodido na manhã do último sábado (30/11). A detonação do edifício, iniciada por volta das 10h10, durou cerca de cinco segundos e ocorreu com sucesso.

Segundo o prefeito da cidade, Rodrigo Neves, que acionou o detonador para a implosão, no local onde ficava o “Esqueleto”, o município fará investimentos para a recuperação urbana da região. Ele disse que, no local do prédio abandonado, será construída uma praça, que terá uma Academia da Terceira Idade e o programa Niterói Digital, com internet gratuita pelo sistema wi-fi.

A Prefeitura de Niterói informa que os moradores que tiveram os vidros e muros de suas casas danificados pela implosão serão ressarcidos pela empresa encarregada da operação. Essa medida estava incluída no escopo do contrato.

Tão logo foi encerrada a implosão, foi iniciada a lavagem e limpeza das ruas no entorno do “Esqueleto”. Assim que essa operação estiver concluída, o que vai ocorrer ainda neste sábado, será iniciada a desobstrução do canal que fica ao lado do prédio abandonado. A previsão é que os escombros sejam retirados em cerca de 30 dias.

Abandonada por mais de três décadas, a construção de aproximadamente 450 metros quadrados foi ocupada por 19 famílias durante anos. O prédio estava em condições precárias e insalubres. O prefeito destacou a importância da implosão do “Esqueleto da Riodades” para a região.

“Hoje é um dia especial porque estamos virando uma página de abandono da zona norte. A implosão foi um sucesso, tecnicamente perfeita. Esse esqueleto existia há mais de 30 anos e degradava a vida das famílias. Nosso compromisso é olhar a cidade como um todo. Quero que a cidade resgate sua força, seu prestígio principalmente nas regiões que mais precisam. Como existe um rio passando ao lado do esqueleto, não se pode construir prédio no local. Vamos construir ali uma Academia da Terceira Idade para propiciar a essas pessoas que vivem aqui mais qualidade de vida, recuperação urbana e saúde”, disse.

Abandonada por mais de três décadas, a construção foi ocupada por 19 famílias durante anos. O prédio estava em condições precárias e insalubres.

Os moradores começaram a desocupar o prédio a partir de agosto. A Prefeitura está pagando a eles uma ajuda de custo de cerca de R$ 5 mil. A primeira parcela, no valor de R$ 800 foi paga no momento da mudança. O restante será quitado em sete parcelas de R$ 600.

Rodrigo Neves assumiu o compromisso de que essas famílias irão morar nas primeiras habitações de interesse social que a administração municipal vai construir e que ficarem prontas. A previsão é que isso aconteça em 2014. Segundo ele, já foram assinado o contrato para a construção de moradias no Caramujo e Baldeador.

“Oferecemos uma ajuda de custo para essas pessoas para que elas pudessem reestruturar seus núcleos familiares em um espaço seguro e não em um local inseguro e insalubre como esse. Nós vamos entregar no ano que vem casas de interesse social e dezenove delas serão destinadas para essas famílias”, disse.

Para a implosão do “esqueleto”, foram usados cerca de 150 kg de explosivos. A operação ocorreu em total segurança. Moradores do entorno foram orientados a deixar suas casas. Ruas foram fechadas e a área foi isolada 30 minutos antes da operação. Equipes da Ampla, da Defesa Civil do município, do Corpo de Bombeiros e da Guarda Municipal também estiveram no local para suporte.

A empresa responsável pela operação, a Global Rio Vendas e Serviços, fez uma vistoria horas antes da implosão no prédio. Logo após a detonação, os técnicos iniciaram uma nova inspeção, desta vez nos escombros. Os moradores do entorno já poderão retornar às suas casas ainda neste sábado.

Foto: Luciana Carneiro
Fonte: Prefeitura de Niterói – Assessoria de Imprensa

Leave A Reply

Your email address will not be published.