Itaboraí – Exclusivo – Entrevista: “Difícil explicar para uma criança de 2 anos a ausência do pai” Veja o que disse Rony Silva, irmão de Itamar, sequestrado e morto covardemente

2 0

 

Itamar-da-Silva-JuniorO processo que investiga a morte de Itamar Júnior assassinado de maneira cruel em janeiro de 2013 teve algumas “viradas de mesa”, e dessa vez a investigação volta com o apoio do GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público).

O caso que era tratado como assassinato, passa a ser investigado também como motivação política.

Confira a nossa entrevista com Rony Silva, irmão da vítima e acompanhe o caso.

Conleste Notícias nas Redes Sociais::

::Clique Aqui e Curta o CN no facebook!

::Clique Aqui e Siga o CN no Twitter!

CN · O PRIMEIRO PROCESSO QUE INVESTIGAVA O ASSASSINATO DE SEU IRMÃO FOI ANULADO, E PELO QUE SE PARECE, ISSO ACONTECEU ÀS VÉSPERAS DE SE CHEGAR A TODOS OS ACUSADOS PELO CRIME QUE FOI CRUEL. O QUE VOCÊ COMO IRMÃO DA VÍTIMA SENTIU QUANDO FOI TOMADA ESSA DECISÃO DE ANULAR O PROCESSO?

Rony Meu sentimento foi de revolta. Realmente havia a intenção do acusado Sergio Reis de delatar todo o crime. Mas infelizmente a lei em nosso país permite que sejam utilizadas artimanhas.
Eles tratam um homicídio como um crime qualquer. Haveria de ter um zelo maior nesses casos, mas infelizmente o poder econômico e político falam mais alto.

CN · E A FAMÍLIA, COMO REAGIU A ESSA DECISÃO?

Rony – A decisão do TJ caiu como uma bomba. Não conseguíamos acreditar. Simplesmente anularam tudo!!! De uma forma rápida colocaram todos em liberdade. Parecia que nada tinha acontecido. A sensação era que nenhum crime fora cometido.

CN · VOCÊS FAMILIARES COMO OS MAIORES INTERESSADOS NA PUNIÇÃO DOS CULPADOS, SE SENTEM ACOADOS OU TEMEROSOS?

Rony – A palavra certa seria: revoltados. Mas acho que atualmente toda a população se sente acoada e temerosa pois as leis permitem que a justiça seja manipulada.

CN · ITAMAR QUANDO ASSASSINADO, DEIXOU A ESPOSA GRÁVIDA, E UM FILHO DE 2 ANOS. HOJE, COMO ESTÃO ESPOSA E FILHOS DE SEU IRMÃO?

fotocristalizadaRony – Não existem palavras para descrever. Difícil explicar para uma criança de 2 anos a ausência do pai. A esposa vive constantemente com as lembranças de Itamar e a tristeza pelo o filho caçula, tão esperado, que ele não teve a oportunidade de conhecer.

CN · O PROCESSO FOI ABERTO NOVAMENTE, E NELE, HÁ A CITAÇÃO DE POLICIAIS E POLÍTICOS LOCAIS ACUSADOS PELO ASSASSINATO DE ITAMAR. EM RELAÇÃO A ISSO, SEU IRMÃO TINHA ALGUM TIPO DE LIGAÇÃO COM OS ACUSADOS PELO CRIME?

Rony – Dos acusados diretamente na denuncia, Claudio e Evandro eram “amigos” de infância e de nossa família, Claudio chegou a ser sócio de Itamar. Bruno era inquilino de um imóvel de nossa família a cerca de 1 ano. Os demais não eram conhecidos.
Com relação a Helil, citado da denuncia, sua família era proprietária de um comercio ao lado da casa de nossa família, sendo nosso conhecido de longa data.

CN · VOCÊ, QUE PERDEU UM IRMÃO DE MANEIRA TÃO CRUEL, ACREDITA NA JUSTIÇA? ACREDITA QUE OS CULPADOS IRÃO SER PUNIDOS DE MANEIRA JUSTA? COMENTE…

Rony – Infelizmente não acredito na justiça. Acho que atualmente ninguém, que tenha recursos financeiros ou políticos, é punido de maneira exemplar. Mas eu acredito na verdade e isso tem que ser mais forte que a injustiça e a impunidade.

CN · VOCÊ VÊ ALGUM NOVO ÂNIMO DOS PROMOTORES EM RELAÇÃO AO CASO? DIGO EM RELAÇÃO À ESCLARECER O CASO DEFINITIVAMENTE E PUNIR OS CULPADOS.

Rony – Em virtude da polemica decisão dos desembargadores em cancelar a denuncia e o envolvimento de policiais e políticos, o processo foi encaminhado ao GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) para que fosse elaborada uma nova denuncia. Acho que isso deu mais peso ao caso, o que pode diminuir qualquer tipo de influencia externa.

CN · VOCÊ QUE ACOMPANHOU CONSTANTEMENTE O DESENROLAR DO PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO, E VIU O EMPENHO DO DELEGADO DA HOMICÍDIOS, DR. WELIGNTON E SEUS INVESTIGADORES, BEM COMO DOS PROMOTORES PARA ESCLARECER O CASO. COMO VOCÊ DESCREVE O TRABALHO DELES REALIZADO ATÉ AGORA?

Rony – O trabalho realizado ate agora pela DH de Niteroi e São Gonçalo foi excelente, isso inclusive foi dito pelos promotores e alguns amigos que entendem do assunto. Apesar dos escassos recursos que eles possuíam, como prédio, viaturas, computadores e etc… Com relação aos promotores, o trabalho esta apenas começando mas também considero perfeito, sempre atentos e prestativos aos nossos questionamentos.

CN · SENDO UM TRABALHO MINUCIOSO E TÉCNICO ESPECIALIZADO DE INVESTIGAÇÃO, REALIZADO CERTAMENTE COM MUITO EMPENHO. PELO DR. WELIGNTON DELEGADO DA HOMICÍDIOS E SUA EQUIPE, QUANDO NOTIFICADOS PELA ANULAÇÃO DO PROCESSO, QUAL O SENTIMENTO QUE VOCÊ DEFINIRIA DESSES PROFISSIONAIS DA LEI?

Rony – Imagino um sentimento de impotência e incredulidade mas eles se mantém incansáveis e perseverantes. Infelizmente vemos isso todos os dias. A policia realiza uma boa investigação e as brechas na lei permitem esse tipo de manobra.

CN · VOCÊ ACHA QUE FICOU ALGUM MAL-ESTAR ENTRE OS DESEMBARGADORES QUE ANULARAM O PROCESSO E OS PROMOTORES QUE ESTAVAM À FRENTE DO MESMO?

Rony – Acho que sim, inclusive com a juíza da comarca de São Gonçalo. Foram cerca de 20 volumes de investigação, muito tempo dispensando para elaboração da denuncia pelos promotores e analise da juíza. E ao final anula-se tudo. É como se jogasse tudo fora.

CN · DO QUE VOCÊ SABE DO CASO E QUE PODE SER DIVULGADO, EM DETALHES, CONTE PRA GENTE A VERSÃO DA POLÍCIA PARA SOLUCIONAR O CASO.

Rony – A denuncia feita pelo MP descreve bem o caso. A investigação é muito coerente, tudo se encaixa. Existem o vídeo do advogado do Sergio Reis, lista das ligações efetuadas no dia da eleição, a empresa dona da linha que efetuou as ligações, imagens dos acusados e veículos, as interceptações telefônicas e muito mais.

CN · O QUE GOSTARIA DE DIZER PARA AS PESSOAS QUE ESTIVERAM DO LADO DA FAMÍLIA, AOS POLICIAIS QUE INVESTIGARAM, BEM COMO AO DR. WELIGNTON E PROMOTORES?

Rony – Gostaria de agradecer e elogiar o trabalho Dr. Welignton e sua equipe, em especial ao Ricardo que esteve a frente das investigações. Elogiar também os promotores de São Gonçalo, Dra. Camila e Dra. Flavia, e do GAECO, Dr. Alessandro, pelo empenho e determinação. Agradecer a juíza da comarca de São Gonçalo, Dra. Alessandra, pelo acolhimento da denuncia.
Agradecer aos verdadeiros amigos que estiveram ao lado de todos os familiares. Não citarei nomes, inclusive para preserva-los, mas tivemos o empenho de muita gente.
Acho que não podemos nos calar diante de casos assim. Isso acontece a todo momento e bem próximo de nós. Cada vez mais vemos envolvimento de integrantes da policia, política e justiça em casos de crimes, desvios, roubos e outros mais. Podemos confiar em poucos e justamente deveria ser ao contrario. Até as amizades estão perdidas. Não podemos continuar com a cultura de “se dar bem em tudo” e “isso não é problema meu”. Continuaremos incansáveis em busca da verdade.

Por: CN

2 Comments
  1. […] Itaboraí – Exclusivo – Entrevista: "Difícil explicar para uma criança de 2 anos a ausência … […]

  2. […] CLICANDO AQUI a entrevista com Rony Silva (Irmão do empresário Itamar, sequestrado e assassinado) e relembre o […]

Leave A Reply

Your email address will not be published.