Itaboraí: Cidade começa a imunizar meninas contra o HPV

0 0

Secretário Edilson Francisco acompanha a vacinação em Itaboraí - Foto Sandro Giron (2)Conleste Notícias nas Redes Sociais::

Clique Aqui e Curta o CN no facebook!

Clique Aqui e Siga o CN no Twitter!

As unidades de saúde de Itaboraí começaram a oferecer, a partir desta segunda-feira (10), a primeira dose da vacina contra o Papiloma Vírus Humano (HPV), que ocasiona o câncer de colo do útero, o segundo tipo que mais atinge mulheres, atrás apenas do de mama. Cerca de 7 mil meninas entre 11 e 13 anos fazem parte do público-alvo no município.

A mobilização acontece das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira. O medicamento estará disponível até o dia 10 de abril. O secretário municipal de Saúde, Edilson Francisco dos Santos, acompanhou a vacinação no Posto de Saúde Prefeito Milton Rodrigues da Rocha, no Centro da Cidade, e orientou os pais sobre a importância da imunização para redução dos casos ocasionados pelo câncer de colo do útero.

“Nas meninas dessa faixa etária, a vacina é altamente eficaz. Já foi distribuída em todos os postos de saúde que realizam vacinação e também na Policlínica de Especialidades Médicas Vereador José de Oliveira (Filoco), em Manilha, e no Hospital Estadual Tavares de Macedo, em Venda das Pedras”, informa o secretário. “O conselho é para que os pais não deixem de imunizar as filhas, trazer a caderneta de vacinação e um documento de identificação. Vacina é prevenção”.

Foi o que fez Suzana Dilma dos Santos, 30 anos, moradora de Itambi. A servidora dos Correios levou a filha Andreza, 13 anos, para tomar a vacina, porque considera importante imunizar contra todos os tipos de doença.

“Ela está com um pouco de medo, porque não gosta de agulha, mas acho importante prevenir minha menina contra doenças que podem ser adquiridas quando ela iniciar a vida sexual. Para mim, amar também é proteger”, afirma.

A vacina quadrivalente protege contra os subtipos HPV 6, 11, 16 e 18, sendo os últimos responsáveis por cerca de 70% dos casos de câncer de colo do útero em todo mundo. O HPV é um vírus transmitido pelo contato direto com pele ou mucosas infectadas por meio de relação sexual.
Também pode ser transmitido da mãe para filho no momento do parto.

A menina que completar 11 anos de idade após o dia 10 de abril, fim da campanha, ou na data da segunda dose, em setembro, receberá a primeira dose da vacina apenas em 2015. Quem não tiver a idade-alvo não tomará as duas doses neste ano.

“Os pais ou responsáveis devem levar suas filhas ao posto de saúde mais próximo de suas casas com a caderneta de vacinação, em respeito ao Estatuto da Criança e do Adolescente, e também para que o profissional de saúde verifique se o esquema de imunização está em dia”, explicou o coordenador técnico da Divisão de Imunobiológicos da Secretaria Municipal de Saúde, Valter Montes.

Também será promovido, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e Cultura, a orientação em escolas públicas estaduais e privadas sobre a importância da vacina para adolescentes, com distribuição do Guia Prático sobre HPV.

Foto: Foto Sandro Giron

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social – Prefeitura de Itaboraí

Leave A Reply

Your email address will not be published.