Esportes: Autistas recebem craques do Flamengo em Itaboraí

0 5

Clique Aqui e Curta o CN no facebook!

Clique Aqui e Siga o CN no Twitter!

Adílio e Julio Cesar estiveram na Clínica-Escola do Autista
Adílio e Julio Cesar estiveram na Clínica-Escola do Autista

 

 

 

 

 

 

Dois ex-jogadores do Flamengo, Adílio e Júlio Cesar, o Uri Geller, estiveram, nesta sexta-feira (10), na Clínica-Escola do Autista de Itaboraí. A visita ocorreu após 20 autistas da instituição entrarem em campo no Maracanã, antes do Fla-Flu disputado no último domingo (5).

Durante a visita à Clínica-Escola, os craques conheceram as instalações da instituição e interagiram com os autistas e seus familiares, e também com os funcionários. A dupla foi recebida pela diretora Valéria Sales e por Berenice Piana, militante da causa e autora da Lei 12.764, que institui a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista no Brasil.

Entre aqueles que aguardavam a visita dos ex-atletas – campeões do mundo em 1981 pelo Flamengo – estava o menino autista Marcos Matheus, de 12 anos. Rubro-negro convicto, o garoto se destacou durante a visita ao Maracanã, quando só aceitou entrar em campo se usasse uma pulseira de identificação com o símbolo do clube da Gávea.

“Meu filho sempre teve paixão pelo Flamengo. Ele não aceita beber nada se não for na caneca com o escudo do time”, diz o pai de Matheus, o técnico em saúde pública Marcos Vinícius, 40 anos, depois de tirar uma foto com os ídolos. “Estou muito feliz em poder proporcionar a ele mais essa alegria”.

Berenice Piana explicou a Adílio e Júlio Cesar alguns aspectos do autismo. Eles puderam também acompanhar as atividades desenvolvidas junto às crianças.

“Costumamos visitar muitas instituições, mas é a primeira vez que conhecemos um local destinado a autistas”, disse Adílio. “Aprendemos muita coisa hoje, e percebemos que esse lugar é muito bem gerido, com profissionais bastante dedicados. Estou muito impressionado com o que vi, e agradeço pelo convite”.

Ao final do encontro, tanto Adílio quanto Julio César ganharam de presente trenzinhos artesanais construídos por Dayan, autista de 20 anos, filho de Berenice Piana. O jovem produz diversas peças de artesanato em casa, e as comercializa para lojas no Rio de Janeiro.

“Já segurei vários troféus, mas este aqui é muito especial”, disse Julio Cesar, com seu presente. “Minha esposa é pedagoga, e quero que ela conheça esse projeto sensacional”.

Caminhada

Na ocasião, os craques foram convidados a participar, nesse domingo (12),  de uma caminhada em prol do movimento, marcada na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio. A ação é organizada pelo Movimento Família Azul, comandado por Berenice Piana, que espera cerca de 4 mil pessoas. Este ano, integrantes do movimento relacionado à epilepsia também participam.

“Cerca de 30% dos autistas também apresentam epilepsia. Por isso, essa integração”, explica Berenice.

Dois ônibus da Prefeitura de Itaboraí levarão cerca de 100 pessoas da cidade à caminhada, como explica a diretora da Clínica-Escola, Valéria Sales.

“Vamos ao Rio para fortalecer o movimento e mostrar os bons resultados obtidos com nossa Clínica-Escola”, diz Valéria.

Clínica-Escola do Autista

A Clínica-Escola do Autista de Itaboraí faz parte da rede municipal de ensino da Prefeitura. A instituição é a única do país a oferecer, gratuitamente, tratamento multidisciplinar e serviços pedagógicos especializados para autistas. Ao todo, cerca de 100 são atendidas por um médico neuropediatra, nutricionistas, fonoaudiólogas, terapeutas ocupacionais e psicólogas. Há, ainda, um serviço de orientação para pais, que são atendidos por Berenice Piana.

No próximo dia 14, a Clínica-Escola fará uma festa especial para os autistas, em comemoração ao primeiro ano de funcionamento da instituição.

Por: Ascom Itaboraí – PMI

Leave A Reply

Your email address will not be published.