Política: Tanguá cumpre todas as Leis de Responsabilidade Fiscal e é considerada uma das melhores cidades no IFGF Investimentos

0 1
Foto: Município foi um dos que mais realizou obras na região.
Foto: Município foi um dos que mais realizou obras na região.

Tanguá cumpre todas as Leis de Responsabilidade Fiscal e é considerada uma das melhores cidades no quesito Investimentos.

O Índice de Gestão Fiscal (IFGF) divulgado, ontem, pelo Sistema Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) revelou que Tanguá está entre as cidades no ranking de melhor gestão fiscal. Dos 83 municípios do Estado avaliados, a Cidade ficou na 16ª posição.

“Tanguá teve a maior evolução a partir do ano de 2013, dentre os municípios que apresentaram melhores resultados de gestão. O crescimento do IFGF de 32,6% deveu-se, principalmente, pela melhora do IFGF Investimentos, que saltou do conceito D para A.”

Clique Aqui e Curta o CN no facebook!

Clique Aqui e Siga o CN no Twitter!

Nos anos anteriores à 2013 Tanguá foi uma das Cidades do Leste Fluminense que possuíam os piores desempenhos fiscais, segundo dados oficiais de 2013 – últimos disponíveis – e foram classificadas como gestão fiscal em dificuldade. Nesse período o município tirou conceito D em Investimentos, o que significa gestão crítica desse quesito. Os baixos investimentos em infraestrutura, perca e cancelamento de convênios além do uso deficiente dos recursos públicos fizeram com que o município tivesse a sua pior avaliação no ano de 2012 e anteriores.

“O município segundo a FIRJAN está atualmente bem posicionado nos rankings nacional e estadual como resultado da seriedade e o compromisso com a aplicação dos recursos públicos em sua atual gestão”.

Esse crescimento se deu por diversos fatores. A começar pelo plano de governo que foi elaborado para diminuir os gastos com despesas correntes e aumentar os gastos com despesas capital que são os investimentos. Essas melhorias começam pela modernização da estrutura interna de arrecadação tributária com a aquisição de equipamentos e sistemas que estão melhorando a arrecadação própria como IPTU e ISS.

“Um dos pontos importantes foi a melhoria na gestão com pessoal, onde enxugamos a folha de pagamento e ainda elaboramos o plano de cargos e salários que acabou com as disparidades salariais que eram comuns nas gestões anteriores, ou seja, agora temos equiparação salarial o que melhoram os gastos”.

Além disso, os investimentos melhoraram graças ao bom relacionamento da atual gestão com os governos federal e estadual que ampliaram os investimentos em obras de infraestrutura na Cidade como asfalto, saneamento básico, ampliação no sistema de distribuição de água, melhoria nas unidades de saúde e na educação.

Esse bom relacionamento é de gestão, pois todos os compromissos tributários da prefeitura junto aos Órgãos fiscalizadores, nos deixam em condições fiscais positivas para recebermos convênios.

Os índices avaliados variam de 0 a 1, sendo que, quanto maior a pontuação, melhor a situação fiscal do município. A pesquisa completa pode ser acessada no endereço eletrônico: www.firjan.org.br/ifgf.

Leave A Reply

Your email address will not be published.