Final: Seleção de Tanguá terá que vencer em Magé para conquistar o título da Liga Municipal Sub-17

0 1

Foi realizado na tarde deste sábado (11), no Campo do Só Cana, o primeiro jogo da final do Campeonato Estadual de Seleções Municipais Sub-17 da Região Metropolitana onde a Seleção de Tanguá não conseguiu aproveitar o fator de jogar em seu território e empatou em 0 a 0 com a Seleção de Magé, frustrando assim os torcedores tanguaenses que compareceram para apoiar a equipe.

Agora a partida decisiva será no dia 18 de julho, sábado, às 15 horas, possivelmente no Campo do Bonfim, em Magé. Será Campeão aquele que vencer o jogo, em caso de novo empate a decisão será nos pênaltis.

fotos tangua2Clique Aqui e Curta o CN no facebook!

Clique Aqui e Siga o CN no Twitter!

O jogo

Antes da bola rolar, o técnico Mauricio Junior do Tanguá perdeu de uma só vez três titulares importantíssimo por problemas nos documentos.O zagueiro João Victor, o lateral Ugo e o meia Juninho. Com isso, o Tanguá começou o jogo com uma formação que nunca tinha atuado juntos nesta competição e isso dificultou o rendimento da equipe que no decorrer da partida apresentou um bom futebol mas demonstrou também um pouco de ansiedade e nervosismo dos jogadores.

Mesmo com os desfalques, a Seleção de Tanguá conseguiu criar duas boas oportunidades de abrir o placar na etapa inicial com o lateral Guilherme e o meia Jackson. Já o time de Magé veio com uma postura defensiva para sair nos contra-ataques mas não teve muito sucesso de chegar a meta do goleiro Patrick.

No segundo tempo, o treinador tanguaense fez uma alteração colocando Mateus Bodinho no lugar do lateral Caio, deslocando Ezinho para lateral e deixando isolado na frente o atacante Mateus. A substituição surtiu efeito dando mais movimentação aos jogadores de meio de campo, onde a equipe continuou dominando as ações.  A melhor chance de gol do Tanguá foi com o atacante Julio Junior.

Com o relógio sendo o maior inimigo, o time da casa começou a errar muitos lances e assim facilitava o trabalho da defesa do time do Magé que soube administrar o empate até o fim, mesmo perdendo três jogadores por contusões.

Depois do empate, o treinador tanguaense lamentou o resultado que poderia ter sido melhor se não fosse os problemas dos três jogadores antes de começar o jogo.

– Fomos pegos de surpresa com o problema envolvendo os 3 atletas, mostramos a força do elenco, dominamos grande parte da partida, mesmo com uma formação que sequer foi treinada, infelizmente o gol não saiu. Mas esperamos que com a volta dos três ausentes a equipe tem a melhorar e tem tudo pra sair de Magé com o título.

Nessa curta caminhada percebemos que nosso forte é a equipe e não um jogador ou outro. Vamos em busca da vitória na casa do adversário, sem desmerecê-los. – Disse o jovem Mauricio Junior.

Seleção de Tanguá: Patrick, Guilherme, Sávio, Wesley, Hudson e Caio( Matheus Bodinho); Igor, Jackson, Ezinho; Julio Junior (João Vitor) e Mateus.  Comissão Técnica: Mauricio Júnior (Técnico), Zé Luis (auxiliar técnico) e Bicudo (preparador físico)

Seleção de Magé: Caique (Digio), Chácara, Vitor de Jesus, Jeferson Silva e Vitor Moreira; Alan, Juninho, Léo (Luis Filipe) e (João Marcos), Gugu; Lucas Nunes e Tchutuco (Iam Carlos). Comissão Técnica: Tizil (técnico), Ramon (auxiliar) e Cleber (massagista)

 

Árbitro: Emanuel

Assistentes:  Valdair, Paulo e Ramon.

 

Fonte: Weliton Labarra

Foto: Eder Gonçalves

Leave A Reply

Your email address will not be published.