1.000 pessoas pegas em inundações sem precedentes no Parque Nacional do Vale da Morte

PARQUE NACIONAL DE DEATH VALLEY, Califórnia (AP) – Chuvas recordes causaram inundações repentinas no Parque Nacional de Death Valley na sexta-feira, lavando carros, fechando todas as estradas e deixando centenas de visitantes e trabalhadores presos.

Não houve relatos imediatos de feridos, mas cerca de 60 veículos foram enterrados na lama e detritos e cerca de 500 visitantes e 500 funcionários do parque ficaram presos dentro do parque, disseram autoridades.

Furnace Creek, um parque perto da linha do estado Califórnia-Nevada, recebeu 3,71 centímetros de chuva. Isso é cerca de 75% do que costuma obter em um ano e superior ao que foi registrado em todo o mês de agosto.

Desde 1936, a precipitação mais úmida em um único dia foi em 15 de abril de 1988, quando 3,73 centímetros caíram, disseram funcionários do parque.

“Árvores inteiras e pedregulhos caíram”, disse o fotógrafo da agência de aventuras do Arizona, John Chirlin, que viu a enchente enquanto estava sentado em um penhasco tentando fotografar os raios enquanto a tempestade se aproximava.

“O som de algumas pedras descendo a montanha foi inacreditável”, disse ele em entrevista por telefone na tarde de sexta-feira.

Os funcionários do parque não responderam imediatamente aos pedidos de atualizações na noite de sexta-feira.

A tempestade seguiu-se a outro grande evento de inundação no início desta semana em um parque a cerca de 193 quilômetros a nordeste de Las Vegas. Algumas estradas foram fechadas na segunda-feira devido à lama e detritos das enchentes que atingiram o oeste de Nevada e o norte do Arizona com força.

De acordo com Chirlin, que mora em Chandler, Arizona e visita o parque desde 2016, a chuva começou por volta das 2h desta sexta-feira.

READ  Lego lança conjunto incrível baseado em The Office

disse Chirlin, um dos principais guias da Incredible Weather Adventures, que começou a perseguir tempestades em Minnesota e nas High Plains na década de 1990.

“Houve muito desmoronamento de vários metros de profundidade. A estrada estava coberta por rochas de talvez 3 ou 4 pés”, disse ele.

Sarlin disse que levou cerca de 6 horas para chegar perto da pousada no Vale da Morte, a cerca de 56 quilômetros do parque.

“Pelo menos duas dúzias de carros foram esmagados e presos”, disse ele, acrescentando que “ou resgates em águas altas” ninguém foi visto ferido.

Durante a chuva de sexta-feira, “a água da enchente empurrou contêineres de lixo em carros estacionados, fazendo com que os carros colidissem uns com os outros. Além disso, várias instalações, incluindo quartos de hotel e escritórios comerciais, foram inundadas”, disse o comunicado do parque.

O sistema de água que abastece os moradores e escritórios do parque também falhou depois que uma linha consertada quebrou, disse o comunicado.

Um alerta de inundação repentina para o parque e arredores expirou às 12h45 desta sexta-feira, mas o alerta de inundação permanecerá em vigor até a noite, disse o Serviço Nacional de Meteorologia.

___

Esta história foi corrigida para mostrar que o Serviço Nacional de Parques agora relatou 1,46 polegadas de chuva, e não 1,7 polegadas como relatado anteriormente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.