Sergey, Brasil: Genevaldo de Jesus Santos morre sob custódia policial depois de ser parado em um carro desconhecido cheio de gás.

No vídeo que mostra o incidente desta quarta-feira, dois policiais rodoviários federais podem ser vistos tentando parar no chão o homem de 38 anos, Genebraldo de Jesus Santos.

A filmagem no vídeo amplamente compartilhado é editada, deixando lacunas entre o que está claro entre os clipes.

O próximo clipe mostra policiais colocando Santos no porta-malas de um SUV da Polícia Rodoviária Federal. O indivíduo parece estar recuando contra as tentativas dos policiais de carregá-los completamente no carro.

Em outro clipe, os policiais são mostrados usando o porta-malas de um carro da polícia para esfaquear a pessoa nas pernas quando o veículo está cheio de fumaça branca ou gás desconhecido. O homem preso ouve gritos. Em outro clipe, policiais podem ser vistos segurando as pernas do homem para baixo, então o gás escapa e, após cerca de um minuto e meio, suas pernas param de se mover. Policiais podem ser vistos cobrindo o porta-malas do veículo.

A Polícia Rodoviária Federal do Estado de Sergei disse em nota que Santos se opôs “agressivamente” à atitude do policial, e que os policiais tiveram que usar “técnicas de manobra e equipamentos de baixo ataque” para controlá-lo.

A polícia diz que o homem “adoeceu” e morreu no hospital quando foi levado de volta à delegacia.

O escritório do legista de Sergei (IML) disse em comunicado que Santos morreu por asfixia, mas que “a causa não pôde ser estabelecida imediatamente”. O IML disse que realizará mais testes para estabelecer “como ocorreu o processo de asfixia”.

A polícia abriu uma investigação interna sobre o caso.

A CNN pediu à polícia para comentar sobre o incidente e por que o homem foi detido.

READ  Guerra recente Rússia-Ucrânia e Mariupol News: anúncios ao vivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.